A EPATV participa em grupo europeu de investigação em Formação Profissional PDF

Um poema de amorA EPATV participa em grupo europeu  de investigação em Formação Profissional

Mais de 25 investigadores de sete países dos oito parceiros Erovet que trabalham juntos em orientação profissional reuniram durante a semana passada na Escola Profissional Amar Terra Verde, em Vila Verde, que vai criar um banco de ferramentas e recursos.

O projecto EROVET - “Fostering youth employability through a european research group on VET” -, é financiado pela União Europeia no âmbito do programa Erasmus +.

Esta foi a segunda reunião da parceria, em mais uma etapa na elaboração do guia europeu para a orientação profissional e vocacional dos jovens, com a partilha das estratégias de orientação profissional de cada um dos países.

A EPATV – Escola Profissional Amar Terra Verde - acolheu os cerca de 35 professores e técnicos de orientação profissional e vocacional, oriundos da Espanha, Itália, Alemanha, Grécia, Turquia, Lituânia.

Eles uniram-se à EPATV para o primeiro momento de formação – ação sobre o estado da arte no que respeita às políticas públicas de formação profissional inicial e contínua na Europa.

Portugal esteve representado pela EPATV, através do Serviço de Psicologia e Orientação, Centro Qualifica e Observatório de Empregabilidade, tendo sido partilhados instrumentos, documentos e metodologias usadas em Portugal para a orientação de jovens e adultos e a definição dos seus planos de carreira.

À EPATV foi confiada a missão de proporcionar aos profissionais um banco de ferramentas e recursos que irão facilitar seu trabalho como consultores de carreira (sites, modelos, guias, etc.). Os parceiros envolvidos no projeto acreditam que é importante que os agentes encarregados de fornecer conselhos de carreiras disponham dos recursos mais relevantes e importantes para facilitar seu trabalho. Estes devem ser agrupados e sistematizados através de uma plataforma de consulta a disponibilizar este mês.

O projeto em causa – EROVET – Promover a empregabilidade através da criação de um grupo de investigação em formação profissional dura dois anos, teve início em outubro de 2017 e pretende, para além da publicação do Livro Branco da Orientação Vocacional, criar uma bolsa de emprego à escala europeia, e uma rede de parceria para a mobilidade de estudantes de formação profissional, jovens ou adultos, com padrões de qualidade, no acolhimento e no desenvolvimento de estágios no estrangeiro.

Em Vila Verde foram apresentados o site e algumas ferramentas de comunicação. Para saber mais, pode consultar www.erovet.eu ou pesquisar nas redes sociais. O próximo momento de reunião e formação será em Maio, em Ankara, na Turquia.

TROCA DE ESTUDANTES E PRÉMIO DO EMPREENDEDORISMO

O EROVET pretende criar uma rede de mobilidade para que estudantes dos países envolvidos no projeto possam fazer parte do seu trabalho no exterior. É bem conhecido o quão difícil é encontrar parceiros confiáveis qualificados para garantir a entrega de treinamento correto e significativo durante este período no exterior. 

Esta rede vem de encontro a um dos principais pedidos apresentados pelo diretor da EPATV na primeira sessão de trabalho. João Luís Nogueira alertou para a necessidade «fundamental de criar redes de parceiros para ter confiança e credibilidade no sistema», desejando que este encontro constitua seja um “grande exemplo para as empresas que só nos procuram quando não têm mão-de-obra qualificada».

Os centros de treinamento podem trocar estudantes (enviar e hospedar estudantes) dentro da rede. Eles procurariam ativamente as vagas de estágio nos respectivos países e também se encarregariam de organizar a acomodação dos estudantes e realizar tarefas de supervisão.

Os parceiros EROVET decidiram também criar o Prémio de empreendedorismo para promover a criação e o desenvolvimento de projetos empreendedores envolvendo os formandos. Haverá uma fase nacional e também uma fase internacional que incentivará a participação de centros de treinamento e o intercâmbio de experiências entre países.

Com a criação do Selo de empreendedorismo, é objetivo reconhecer oficialmente os centros de treinamento de EFP que seguem uma linha estratégica relacionada à promoção e desenvolvimento do empreendedorismo e da iniciativa.

A comunidade EROVET é integrada por oito parceiros de sete países diferentes, o coordenador é GlobaLleida, uma entidade de promoção económica em Lleida (Espanha). Cinco centros de formação de EFP também são parceiros no projeto: Ortaköy 80,  Ankara (Turquia), Escola Profissional AMAR TERRA VERDE em Vila Verde (Portugal), i.i.s. des ambrois em Oulx (Itália), Vilnius Tourism and Commerce School em Vilnius (Lituânia) e Institut Escola del Treball em Lleida (Espanha). Finalmente, duas entidades locais pertencem à EROVET, Dieythynsi Deyterobathmias Ekpaideysis N.Rodopis em Komotini (Grécia) e Landkreis Osnabrück Fachdienst Bildung em Osnabrück.